Halitose

Halitose

Write By: admin Published In: ROOT Created Date: 2015-12-18 Hits: 1045 Comment: 0

Mau Hálito

HALITOSE (MAU HÁLITO)

A halitose, ou mau hálito, afeta mais de um terço da população brasileira e não é considerada uma doença e sim um sinal de que algo no organismo não está bem, o que deve ser identificado e tratado.

Quem tem alteração no hálito normalmente não percebe devido a um processo chamado fadiga olfatória. O nosso olfato se adapta a um determinado odor, se ele for constante, para poder perceber novos odores. É por este motivo que quem tem halitose crônica é incapaz de notar o seu hálito alterado. Entretanto, quem tem o hálito alterado muitas vezes sente a boca seca e/ou amarga.

São conhecidas + de 60 causas para a halitose. Ela pode ter origem bucal, origem nas vias aéreas superiores ou vir de dentro do organismo, chamada de origem metabólica ou sistêmica.


DE ACORDO COM OS ESTUDOS MAIS RECENTES, AS ORIGENS DO MAU HÁLITO PODEM SER:

• ORIGEM BUCAL (de 90 a 95 % dos casos)*
• ORIGEM EXTRA-BUCAL ( de 5 a 10 % dos casos)*

Obs: Como origem extra-bucal considera-se as causas de origem nas vias aéreas superiores e as de origem metabólica ou sistêmica, vindas de dentro do organismo.

*FONTES DOS ESTUDOS:
1-) Quirynen et al. Characteristics of 2000 patients who visited a halitosis clinic, J Clin Periodontol, 2009.
2-) Tangerman A & Winkel E G,Extra-oral halitosis: an overview,  J. Breath Res, 2010.

Segundo alguns estudos, a halitose originada de dentro do organismo equivale a menos de 2% dos casos e, portanto, casos de mau hálito vindos do estômago, fígado, rins, intestino e de inúmeras disfunções ou doenças são muito mais difíceis de ocorrer do que normalmente se imagina.

Assim, é importantíssimo esclarecer um grande mito e ressaltar que o estômago não provoca a halitose crônica, ainda que normalmente seja responsabilizado pelo mau hálito.

Os casos onde pode existir a presença do ar alterado vindo do estômago são através de arrotos ou junto aos episódios onde o refluxo gastro-esofágico ocorre, mas seu odor nestes casos tem uma característica ácida, bem diferente do tradicional cheiro de enxofre que a halitose crônica possui.

OBS: as diferenças nas porcentagens acima mencionadas foram em função dos diferentes estudos consultados.

CAUSAS MAIS FREQUENTES

A principal causa da halitose é a saburra lingual, conhecida como língua branca ou língua saburrosa, sendo uma camada esbranquiçada que se forma no fundo da língua.

As doenças da gengiva (gengivite e periodontite) são outra importante causa, sendo junto com a saburra língual as causas + significativas do mau hálito de origem bucal.

Outro fator...higiene bucal (fio dental)

A principal causa originada nas vias aéreas superiores são os cáseos amigdalianos, conhecidos por caseum ou tonsilolitos, que são diminutas bolinhas mal cheirosas formadas no interior das amígdalas.

Entre as causas principais vindas do interior do organismo, encontramos a o jejum prolongado que provoca a alteração no odor do hálito devido à hipoglicemia (nível baixo de açúcar no sangue) e a ingestão de alimentos odoríferos (capazes de alterar o hálito).

Em quase 100% dos casos de Mau hálito crônico de origem bucal (que equivalem de 90 a 95% do total dos casos), encontramos a presença da saburra lingual, e em boa parte destes, temos a presença dos cáseos amigdalianos, da gengivite e da periodontite.

Um detalhe importante em mencionar é que apesar dos cáseos amigdalianos terem sua origem nas vias aéreas superiores, o Mau hálito que eles provocam tem manifestação bucal, pelo fato das amígdalas se localizarem na orofaringe, entre a boca e a faringe.

Em casos de sangramento gengival, deve-se procurar um Dentista para que ele identifique e trate o motivo do sangramento, pois este é o primeiro sinal de alteração gengival, podendo ser um indicativo da presença da gengivite e/ou periodontite.

Como mencionamos acima, a causa + importante e frequente do Mau hálito é a saburra lingual.
O controle eficiente da saburra lingual está diretamente ligado ao efetivo controle e prevenção da Halitose. Desta forma, é fundamental uma técnica de limpeza da língua que seja eficaz e adequada, pois o aspecto principal no controle e prevenção do Mau hálito é a limpeza da língua.
 

FONTE:  SITE “HALITOFRESCO.COM.BR”